Todas as escolas deveriam ser escolas de arte

O artista Bob and Roberta Smith (sim, é um pseudônimo. O nome “real” do artista é Patrick Brill) fez esse cartaz abaixo para uma conferência (“Art Party”, 2013) em que se discutia o papel da arte e dos artistas nas escolas da Inglaterra:

1 pxGNg6lhYj3xVpo8RRWLkA.jpeg

Em uma época em que se defende a importância da economia criativa, da livre iniciativa e do trabalho colaborativo, faz todo sentido pensar que todas as escolas deveriam ser escolas de arte. Isso não significa querer “transformar” todos os estudantes em artistas, mas sim nos ajudar a pensar como um artista.

Para viver em sociedade precisamos de coragem, disposição e criatividade. Uma escola que nos oferece apenas acesso à informação nos priva da oportunidade de encontrarmos meios para desenvolvermos nossas próprias ideias e experiências. Admiramos os grandes cientistas, filósofos e escritores porque eles conseguiram ver e entender a realidade de uma maneira muito própria, mas nunca seremos como eles se apenas repetirmos suas ideias. Precisamos de escolas que estimulem o autoconhecimento e nos ensinem a fazer perguntas melhores — precisamos de escolas de arte.